Cristo, o único caminho verdadeiro

M. ANGÉLICA FUENTES DE MEISSBURGER – CONCEPCIÓN, CHILE

Da edição de dezembro de 2012 dO Arauto da Ciência Cristã

Ao longo de todas as eras, a humanidade sempre tentou se aproximar de Deus, daquilo que é mais elevado e mais espiritual. As pessoas que procuraram por caminhos a fim de transcender o material deixaram sinais por todo o globo. Encontramos caminhos com diferentes nomes. Na índia, o rio Ganges é considerado um caminho sagrado porque se supõe que suas águas tenham propriedades purificadoras. Na Espanha, encontramos outro exemplo naquilo que é chamado o caminho para Santiago de Compostela, também conhecido como o Caminho de Santiago, onde peregrinações cristãs remontam aos tempos medievais. Supõe-se que esse caminho seja uma peregrinação que proporciona ao peregrino um processo de aprimoramento interior.

A Bíblia nos mostra o caminho da salvação por meio da prática do Princípio divino que operava em Jesus, o qual demonstrou que esse caminho é o Cristo. Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de Mary Baker Eddy, indica que Cristo Jesus é o Guia, quando diz que: “Jesus traçou o caminho para os outros. Ele revelou o Cristo, a ideia espiritual do Amor divino” (p. 38). Mais adiante, o livro cita: “Explicando e demonstrando o caminho da Ciência divina, ele se tornou o caminho da salvação para todos os que lhe aceitavam a palavra” (pp. 315-316).

O caminho do Cristo, ou Verdade, nos leva de um conceito material para um conceito espiritual de existência; ele nos tira de um senso de origem no pecado para nos mostrar que a santidade constitui nossa natureza verdadeira. Ele é o caminho que nos liberta da doença e nos capacita a encontrar a saúde.

E uma caminhada progressiva, que traz o divino, o cientificamente espiritual, à nossa vida.

Esse caminho de progresso é o caminho da nossa salvação, que nos redime de toda falsa atração material que tenta impor um senso de separação entre Deus e cada um de nós. Esse é o caminho que nos mostra que o céu, a harmonia, é uma realidade inerente a nós.

A obra da vida de Jesus nos ensina esse caminho. O Cristo foi demonstrado na vida de Jesus, regenerando, curando e demonstrando aos outros que Deus, a Vida, pode derrotar tudo que é tido como irremediável. Também é consolador saber que Jesus não considerava sua obra como um poder pessoal atribuído a ele. Ele sabia que esse poder estava disponível a todos. Ciência e Saúde diz: “Se desejamos seguir Cristo, a Verdade, precisamos fazê-lo da maneira indicada por Deus. Jesus disse: ‘Aquele que crê em mim, fará também as obras que eu faço.’ Aquele que quiser alcançar a fonte e achar o remédio divino para todo mal, não deve tentar subir a colina da Ciência por algum outro caminho (p. 326).

É óbvio que não podemos caminhar simultaneamente em caminhos que levam a direções opostas. É essencial escolher ou um ou outro, caso contrário, estaríamos caminhando continuamente para frente e para trás.

Essa é a razão pela qual, quando encontramos o caminho da Verdade, é importante nos empenharmos em permanecer nele. Esse é o caminho reto e estreito da vida, o caminho pelo qual chegamos a conhecer a Deus, nosso único Pai-Mãe, e a nós mesmos como Seus amados filhos, herdando assim Seu poder sanador.

Nós todos sabemos o que Cristo Jesus fez. Ele salvou pecadores, curou os doentes, ressuscitou os mortos, acalmou tempestades e alimentou multidões, entre muitas outras coisas. A cura cristã é o caminho que ele nos deixou para que seguíssemos.

A cura cristã é o caminho para a salvação. E o caminho espiritual que alivia os pesados fardos da terra e acelera nos sa capacidade de abandonar a matéria pelo Espírito. É o único caminho que demonstra nossa unidade com Deus e estabelece o reino dos céus dentro em nós.

Original em espanhol

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s