Protestos da Verdade

Flávio Colombini – São Paulo, Brasil

DO Arauto da Ciência Cristã – 29 de agosto de 2013

Sempre tive vontade de participar de manifestações populares contra algum tipo de injustiça e a favor de um governo mais justo para todos. Mas, por diversas razões, entre elas a apatia, eu nunca tinha participado de tais protestos.

Aos poucos fui percebendo que não devo ser apático, pois sou filho de Deus, que é Todo-atuante. Como tal, devo ser ativo pelo bem da sociedade. Uma das maneiras de ser ativo é participar de manifestações populares, na Internet, por meio de mídia social, ou nas ruas.

Há pouco tempo, participei pela primeira vez de uma passeata que reivindicava a destituição de um político acusado de estar envolvido em diversas práticas irregulares. Foi emocionante caminhar pelas ruas, entoando gritos de protesto, junto a tantas pessoas que, como eu, almejam justiça e o progresso do país.

Depois da passeata, contudo, senti que poderia haver uma forma mais elevada de protesto, uma forma espiritual. Foi então que me lembrei de uma passagem do livro Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de Mary Baker Eddy, a qual diz que as “orações humildes” de Jesus “eram profundos e conscienciosos protestos da Verdade — da semelhança do homem com Deus e da unidade do homem com a Verdade e o Amor” (ver p. 12).

Em casa e em outros lugares, passei a “entoar”, mentalmente, protestos da Verdade. Qual é a verdade divina sobre os políticos? São eles desonestos e odiosos? Não! Eu precisava ver além das aparências e enxergar que todos os políticos são filhos de Deus, criados à Sua imagem e semelhança; que refletem somente qualidades divinas, como honestidade e integridade; que são unidos à Verdade e ao Amor, ou seja, nunca estão separados de Deus. Por isso, sempre manifestam a natureza incorruptível de Deus e são incapazes de pecar e fazer o mal.

A Mente divina, que tudo sabe, está sempre guiando e governando corretamente os políticos e toda a população.

Sei que fazer isso não é fácil, pois implica desenvolver um amor espiritual pelos políticos que às vezes consideramos nossos inimigos e orar por eles, que nos perseguem quando cometem injustiças. Mas, não foi exatamente isso que Cristo Jesus nos aconselhou a fazer? Ele disse “…amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuva sobre justos e injustos” (Mateus 5:44).  Deus é Amor. Ele ama a todos, inclusive os políticos, incondicionalmente.

Um problema comum dos protestos de rua é que muitas vezes são acompanhados por uma dose de ódio. Mas o ódio não corrige pessoas nem situações. É o Amor divino que “corrige e governa o homem” (ver Ciência e Saúde, p.6). Os gritos da multidão geralmente exaltam repetidamente os defeitos e erros dos políticos. Denunciar o erro é uma ação humana importante, mas não é o suficiente. Precisamos agir espiritualmente também. De acordo com a Ciência Cristã, afirmar o erro não é a melhor política. Negar o erro e afirmar a verdade divina sobre as pessoas e situações é o método mais eficaz para a correção de situações desarmoniosas.

Por meio de nossas orações, impelidas pelo Amor divino, podemos negar que os políticos, ou qualquer outra pessoa, sejam simplesmente pessoas movidas pelo egoísmo e a ganância e afirmar que o homem, termo genérico que define a natureza espiritual de todos os homens e mulheres, pode apenas refletir o caráter de Deus; afirmar que, em sua verdadeira natureza, todos são movidos e impulsionados pela Verdade e o Amor em tudo o que pensam e fazem.

Vamos reconhecer que é Deus quem governa nosso país. A Mente divina, que tudo sabe, está sempre guiando e governando corretamente os políticos e toda a população. Vamos declarar em oração que estamos todos sob a direção infalível de Deus e ter a expectativa de que essa verdade espiritual se torne visível, à medida que a reconhecemos em nosso pensamento.

Hoje, e sempre, podemos encher nosso coração de amor cristão e orar “entoando” mentalmente protestos da Verdade.

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Protestos da Verdade

  1. Flavio
    gostei de tua cronica. Os cientistas Cristãos do Brasil deveria mover uma ação nacional de oração a favor da comunidade. Os problemas sociais sempre resultam da incompreensão moral e do delírio por bens materiais. Orações em palavras silenciosas mas ações audíveis como expuseste certamente contribuem e contribuirão para o bem-estar da humanidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s