Como pode a oração auxiliar a economia?

Corinne Jane Teeter

Da edição de fevereiro de 1995 dO Arauto da Ciência Cristã

O Que É preciso para construir uma economia sólida? Líderes governamentais e empresariais estão se esforçando para encontrar respostas a essa questão. Podemos apoiá-los mediante a oração científica e sanadora, que é o meio mais eficaz de resolver os problemas da vida. “O pensamento imbuído de pureza, Verdade e Amor, instruído na Ciência da cura metafísica, é o agente curativo mais potente e desejável sobre a terra”,1 escreve Mary Baker Eddy.

Quando os economistas falam dos fatores que afetam a economia, dizem que as pessoas precisam sentir-se seguras quanto ao governo e ao seu emprego. Quando as pessoas estão inseguras no emprego e não têm confiança nos políticos eleitos, a economia do país se debilita. Por isso a confiança é um elemento essencial ao crescimento da economia.

Nossa confiança, no entanto, deve estar baseada em algo mais do que o salário e a estabilidade no emprego. Na Ciência Cristã,* aprendemos a depositar nossa confiança no amor imutável de Deus, na Sua capacidade de manter toda a criação em correta relação com Ele, e de suprir Sua emanação, o homem, com todo o bem.

A Sra. Eddy, a Descobridora e Fundadora da Ciência Cristã, certa vez compartilhou o seguinte pensamento, conforme o recorda um de seus alunos: “Do ponto de vista humano, … é bom pensarmos em Deus como nosso Pai e Mãe, conosco a todo momento, dando-nos de tudo, vestindo-nos, alimentando-nos, e dando-nos tudo o que é bom e bonito, cuidando de nossos corpos humanos. Entretanto, na metafísica, o homem é a imagem de Deus. O homem nunca foi uma criança que precisou crescer. Na metafísica, o homem reflete tudo o que Deus é. Deus é a trindade, Vida, Verdade e Amor; o homem é a idéia da Vida, da Verdade e do Amor. O homem tem a mesma idade que Deus e reflete tudo o que Deus é e tudo o que Deus tem. Precisamos viver pensando na Vida e no Amor de Deus, onipresente e infinito.” 2

Essas palavras apontam para a necessidade de percebermos a natureza enganosa dos sentidos materiais, que definem tudo em termos de matéria e mortalidade. Somente à medida que entendermos isso seremos capazes de, conscientemente, separar-nos do ponto de vista humano e tornar-nos pensadores verdadeiramente científicos.

Em essência, não são os milhões ou os centavos, a bolsa de valores, ou mesmo a crescente dívida interna e externa, que determinam o estado de nossa economia. A questão é como estamos olhando para nosso mundo — se por intermédio da percepção espiritual dada por Deus, a qual vê apenas um universo perfeito e espiritual de idéias, ou se julgamos meramente pelo que os sentidos físicos nos contam.

Temos de melhorar nosso conceito atual das coisas, aceitando como verdade do ser apenas o que Deus conhece e declara sobre o homem — a idéia do Espírito. Isso promoverá a cura. Não mudaremos o sonho se continuarmos a dormir. Só quando acordamos é que percebemos que era um sonho. Precisamos ver que os elementos da mente carnal — o desperdício, a ganância e o desequilíbrio — que parecem rodear-nos e controlar o destino das nações, nada mais são do que componentes do sonho mortal.

Não despertaremos para o verdadeiro conceito acerca do homem e do universo, enquanto alimentarmos uma visão materialista das coisas. Para ajudar a economia, devemos querer ver o Princípio e sua idéia, ou seja, discernir a realidade espiritual da existência, em vez de tentar explicar por que a economia está lenta. Eu não preciso compreender por que 8 mais 8 são 17, pois não são. Preciso ver e compreender a verdade do ser, então as soluções sanadoras aparecerão claramente.

A verdade do ser é que há um só Criador, a Mente pura, Deus, que mantém em Si mesmo toda a criação, em perfeito equilíbrio e ordem. A mais elevada idéia de Deus, Sua expressão, é o homem que nunca pode ser separado de Deus, a única e verdadeira Mente e Vida do homem. O homem reflete pureza, alegria, saúde, inteireza, inteligência e paz. Ele sabe quem é, e ele é inteiramente espiritual. A economia instável, o desemprego, a falta de moradia e o medo são quadros negativos da mente carnal, que não têm legitimidade, substância nem inteligência e, em última análise, também não têm um mundo material onde possam propagar-se ou ter alguma influência. Deus ama Sua criação, que é totalmente espiritual, cuja ordem nunca foi perturbada. Deus é Tudo-em-tudo. Não tem oposto. O mal é uma negação, não um acontecimento.

Essas verdades não são meras palavras bonitas ou crenças sonhadoras. São muitíssimo superiores às crenças humanas. São as verdades absolutas que Cristo Jesus compreendia e utilizava em sua obra de cura. Sua instrução para nós, seus seguidores, foi: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” 3

A oração na Ciência Cristã não é uma súplica a um Deus distante para que olhe em nossa direção e nos conceda uma bênção especial. É antes uma comunhão consciente com nossa única e verdadeira Mente, Deus, que sempre está ao nosso alcance, suprindo-nos com os fatos sanadores de Sua criação. Esses fatos científicos vêm ao pensamento receptivo como uma comunicação direta entre Deus e Sua idéia, o homem. Eles vêm com autoridade e poder. Mostram-nos que qualquer condição desarmoniosa, como, por exemplo, uma economia desequilibrada, não é a verdade do ser.

Será que o tratamento por meio da oração é algo que qualquer pessoa pode aprender? Claro que sim, pois consiste em render-se de forma singela, mas profunda, à autoridade dos fatos espirituais sobre a evidência contrária dos sentidos físicos. Raciocinemos um pouco a respeito de como alguém poderia abordar um tratamento curativo para a situação econômica do mundo.

Na infinidade do Amor não há motivo para o temor. O Amor paira sobre seu filho e supre cada idéia, individualmente, de plenitude e alegria.

Poderíamos começar considerando o problema da forma em que ele se apresenta ao nosso pensamento e em nossa própria situação, reduzindo-o a qualidades do pensamento. Esses elementos que precisam ser curados, tais como medo e falta de confiança, talvez sugiram que a reestruturação da economia ameaça nosso emprego, que estamos sem recursos suficientes para pagar as contas básicas, que nosso futuro financeiro está em risco, vítima da erosão, ou que as autoridades governamentais não estão tomando as decisões corretas. Não podemos tratar essas sugestões como se fossem “algo lá fora”, separado do pensamento. O que está se apresentando à consciência individual é simplesmente o quadro da mente carnal de que há um mundo em desordem, onde a vítima é o homem. Nós não tratamos uma coisa, mas sim um estado de pensamento, uma mentira acerca de Deus e de Sua criação.

Portanto, um passo importante, em qualquer caso que estejamos tratando, é impessoalizar o erro, ou seja, reduzi-lo às impotentes qualidades negativas do pensamento que ele representa. Podemos, então, utilizar o antídoto, que são as qualidades fortes e ativas de Deus, para que elas ocupem nosso pensamento até que o erro ceda à Verdade.

O livro Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de autoria da Sra. Eddy, instrui-nos a, em primeiro lugar, destruir o medo. Fazemos isso reconhecendo o grande amor de Deus. O Amor divino controla completamente seu universo de idéias. Tudo no universo de Deus está em perfeita ordem. O Amor relaciona todas as idéias entre si de modo harmonioso. Na infinidade do Amor não há motivo para o temor. O Amor paira sobre seu filho e supre cada idéia, individualmente, de plenitude e alegria. Referindo-se ao homem, diz-nos a Sra. Eddy: “Ele é a idéia composta que expressa Deus e inclui todas as idéias corretas ….” 4 O homem inclui tudo o que é necessário ao seu bem-estar. E mais, está consciente de sua filiação espiritual, consciente do controle completo do Amor. Essas verdades neutralizam poderosamente o quadro que a mente carnal apresenta, de um mundo em caos financeiro, e do homem como vítima.

Poderíamos afirmar que exatamente onde esse quadro parece mais real, lá está a luz da imutável bondade de Deus e de Seu amor, a dispersar as sombrias previsões da mente carnal e a revelar os filhos de Deus como sendo completos, trabalhando alegremente na “casa do Pai”. Essa luz também desfaz a alegação da mente carnal de que o homem tenha um lado negativo, como mortal egoísta, ambicioso, inescrupuloso e astuto. Esse talvez pareça ser o modo como as coisas se apresentam; mas é uma mentira sobre o homem.

Quando pensamos acerca de nosso governo, podemos afirmar que o homem reflete a inteligência divina. Deus, a Mente pura, o supre de pensamentos inteligentes e criativos que orientam e guiam seus passos. Essa verdade, compreendida em oração, esvazia a suposição de que decisões e julgamentos humanos falíveis sejam a realidade inevitável, e que controlem nossa vida. É de vital importância compreender que o governo do homem está nas mãos capazes de Deus.

Continuamos, assim, com essa oração, abordando cada aspecto do caso, até percebermos claramente que os fatos espirituais são os únicos verdadeiros. Essa percepção dificilmente poderá ser traduzida em palavras. Implica inspiração espiritual e íntima comunhão com a Verdade, Deus. É uma convicção que só conhece a Deus e Seu perfeito universo de idéias. Vê-se, então, que a matéria é um amontoado de falsas opiniões e crenças humanas.

Será que esse tipo de oração é realmente eficaz? Sim, é. Se cada um de nós desse um tratamento meticuloso, diariamente, a apenas um dos aspectos da economia, rapidamente veríamos melhoras. Por ficarmos tantas vezes apenas criticando os problemas da economia, em vez de seriamente nos pormos a tratá-los em oração, a mentira toda fica alastrando suas pretensões.

Nosso tratamento contínuo, em oração, ajudará a purificar o pensamento da humanidade, trazendo-o a latitudes de pensamento mais inteligentes e produtivas. A vida das pessoas individualmente refletirá nova segurança, confiança e progresso. Confie em suas orações. Elas são eficazes para melhorar o mundo.

Onde está o teu tesouro,
aí estará também o teu coração.
São os olhos a lâmpada do corpo.
Se os teus olhos forem bons,
todo o teu corpo será luminoso; …
Ninguém pode servir a dois senhores; …
Não podeis servir a Deus e às riquezas.

Mateus 6:21, 22, 24

1 Miscellaneous Writings, p. 4.  * Christian Science (kris’tiann sai´ennss)  2 We Knew Mary Baker Eddy (Boston: The Christian Science Publishing Society, 1979), pp. 137–138.  3 João 8:32.  4 Ciência e Saúde, p. 475.

– See more at: http://pt.herald.christianscience.com/portugues/edicoes/1995/2/045-02/como-pode-a-oracao-auxiliar-a-economia#sthash.HcU0lETe.dpuf

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s