Deus está sempre conosco

 

com colaboração de Heloísa Rivas, Katharina Helmick, Magda Võlker

Da edição de dezembro de 1995 dO Arauto da Ciência Cristã

Em todas as partes do mundo os programas em ondas curtas do O Arauto da Ciência Cristãchegam a um grande público. Achamos que os leitores que não tenham tido a possibilidade de ouvir essas transmissões gostariam de ler, de vez em quando, algo desses programas radiofônicos.

Numa entrevista realizada no estúdio do O Arauto da Ciência Cristã, a produtora, Heloísa Rivas, conversou com Katharina Helmick, de Boston, e Magda Võlker, de São Paulo, sobre a presença infalível do Amor, que a comemoração do Natal evoca. Os festejos de Natal e fim de ano são aguardados com a expectativa de se passar momentos felizes e cheios de expressões de afeto e amizade. Reproduzimos aqui excertos desse programa sobre a compreensão espiritual do Natal, que traz cura à experiência humana e ajuda a eliminar a tristeza e a angústia, revelando a possibilidade de um novo começo de inspiração e progresso espiritual.

Heloísa Rivas — Magda, você poderia nos dizer o que pensa sobre a expectativa com que as pessoas se preparam para o Natal e as circunstâncias do dia-a-dia, nessa época de Festas?

Magda Völker — A palavra Natal se relaciona a nascimento. É a comemoração do nascimento de Jesus, que trouxe uma mensagem importante, a idéia do Cristo, a idéia espiritual que cura. É isso o que permite transformar nosso Natal numa comemoração muito mais espiritual, com um sentido mais elevado.

Katharina Helmick — Pensando bem, o conceito de Natal é de fato espiritual. O que todos esperam receber no Natal é realmente uma expressão de afeto e alegria. Em minha família conhecemos uma tradição austríaca, que consiste em enfeitar a árvore de Natal com corações de pão-de-mel, decorados com palavras escritas com açúcar, representando os pensamentos que se associam com o Natal: amor, amizade, paz, alegria e outras. Quando as visitas se despedem, pedimos que escolham um pão-de-mel com uma dessas palavras. É uma forma de levarem de presente um pensamento espiritual, elevado. Para nós, fazer com que nossos convidados sintam esse amor é uma forma de festejar o Natal.

Magda — Isso mesmo. O verdadeiro dar não se restringe a coisas materiais. O amor de Deus para com o homem é a grande dádiva que se manifesta na vinda do Cristo, que revela a possibilidade de cura e salvação para os problemas humanos.

Katharina — E isso se aplica a cada um, individualmente, e a todos, coletivamente, concordam?

Magda — Sem dúvida. Esse dar simboliza um gesto mais amplo, abarcando a comunidade e a humanidade inteira, incluindo todos nesse amor do Cristo. O Cristo está presente, não só na época do Natal, mas em todo o tempo, e está ao alcance de todas as pessoas.

Katharina — Na língua hebraica essa eterna presença de Deus, ou seja, o fato de que Deus está sempre conosco, se diz numa palavra: Emanuel.

Magda — A palavra Emanuel aparece na Bíblia, em Isaías: “Portanto, o senhor mesmo vos dará sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e lhe chamará Emanuel.” 1Essa profecia indica que Deus nos daria um sinal, perceptível e compreensível para todos os que quisessem recebê-lo.

Katharina — E cada pessoa pode receber esse sinal individualmente, de uma forma apropriada, que lhe fala ao coração e lhe traz aquilo de que necessita. Cada um pode despertar para um sentido espiritual do Natal.

Magda — Isso significa encarar o Natal com mais serenidade, significa observar essa comemoração com um sentido mais espiritual. Às vezes as pessoas não podem concretizar programas feitos com grande entusiasmo, seja porque as circunstâncias não permitem, seja porque aconteceu algo desagradável e inesperado, que conduz a uma mudança de planos. No entanto, esses acontecimentos nos levam a compreender e sentir a presença de Deus.

Eu mesma passei por uma experiência que comprovou esse fato. Certa ocasião, minha família e eu planejamos passar o Natal com amigos que moram em outro país. No meio da viagem, um acontecimento trágico impediu que prosseguíssemos e o plano de passar o Natal com aqueles amigos não se concretizou. A experiência foi muito difícil, mas foi envolvida de manifestações inesperadas de amor e apoio por parte de muitas pessoas, inclusive de gente que, até aquela ocasião, nem sequer conhecíamos.

Heloísa — Foram essas expressões de amor que revelaram a presença de Deus com vocês o tempo todo, não foram?

Magda — Justamente. Nossa oração incluía reconhecer a presença de Deus, que é Amor. Um exemplo palpável foi que dois dias antes da véspera do Natal, uma senhora que não conhecíamos telefonou e convidou-nos para ir à sua casa após uma conferência da Ciência Cristã, que se realizaria na noite de 24 de dezembro. Antes da conferência haveria um recital de hinos de Natal. Uma conferência da Ciência Cristã, em que se falaria no poder de cura e regeneração imanentes ao Cristo, e a oportunidade de cantar hinos, justamente na véspera do Natal, era exatamente o que nós necessitávamos. Aceitamos de bom grado aquele convite tão gentil, tão impregnado de amor.

Nossa anfitriã nos esperou à porta da igreja e sentou-se conosco durante a conferência. Foi uma preciosa oportunidade de ouvir idéias espirituais e inspiradas, de aprender algo mais sobre a relação ininterrupta entre Deus e o homem. Saímos com ânimo renovado, sentindo-nos reconfortados e com plena confiança no resultado da oração esclarecida. Depois fomos à casa dela para uma breve e carinhosa ceia. Só então ficamos sabendo que essa senhora ficara viúva havia somente um mês e essa era a primeira vez que recebia convidados em sua casa, após o falecimento do marido.

Heloísa — Quer dizer que a visita de vocês foi também uma resposta à necessidade dela, porporcionando-lhe companhia e afeto?

Magda — Foi isso mesmo, e ficamos muito comovidos. Isso nos mostrou que, por mais difícil que seja a situação, sempre há algo que podemos oferecer ao nosso próximo. Sempre podemos oferecer mais amor, mais carinho. Isso abre o caminho para a cura, tanto do ponto de vista físico, como do emocional. O resultado desse encontro foi que até hoje mantemos uma grande amizade, apesar de vivermos em países distantes. Ela ficou agradecida por nossa disposição de sentar-nos com ela durante a conferência e de termos aceito seu convite nesse momento difícil. Todos nos sentimos abençoados e enriquecidos por essa bela amizade. E pouco a pouco, a situação penosa que interrompera nossa viagem foi sendo superada, houve uma bela cura, uma verdadeira renovação. Recuperamos o bem-estar e a felicidade. Para mim, foi prova evidente da presença do amor de Deus, do Emanuel em nossa vida. Basta reconhecermos que Deus é capaz de suprir todas as nossas necessidades e de nos amparar, onde quer que nos encontremos.

Heloísa — Foi um Natal cheio de inspiração e de cura!

Magda — Foi mesmo. Foi inevitável percebermos a manifestação do Cristo nessa ocasião. A Sra. Eddy fala no sinal de Emanuel, ou Deus conosco, como o portador da cura, que está ao nosso dispor hoje, assim como em épocas anteriores. Ela diz: “Hoje, como outrora, essas obras poderosas não são sobrenaturais, porém supremamente naturais. São o sinal de Emanuel, ou ‘Deus conosco’, — uma influência divina, sempre presente na consciência humana, e que se repete, vindo agora, como fora prometido antigamente:. . .” 2

É assim que podemos sentir, em nossa própria experiência, essa indescritível paz que nos envolve quando vislumbramos algo desse Emanuel.

1 Isaías 7:14.  2 Ciência e Saúde, p. XI.

– See more at: http://pt.herald.christianscience.com/portugues/edicoes/1995/12/045-12/deus-esta-sempre-conosco#sthash.uNgIxJsF.dpuf

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s