Aprendendo a confiar mais em Deus

Por Marjorie Funston

Da edição de novembro de 1995 dO Arauto da Ciência Cristã

Com Certeza Muitos de nós já nos perguntamos se a fé que temos em Deus nos permitiria confiar totalmente nEle para solucionar os problemas mais difíceis da vida. Como podemos desenvolver a certeza de que Deus é tudo aquilo de que precisamos, a todo momento, em qualquer lugar?

Certo dia, na praia, observei uma cena que me ajudou a perceber como podemos aprender a confiar. Um jovem, com sua filha pequena, aventurava-se ao mar, num momento em que as ondas eram bastante altas. Sobre os ombros do pai, a criança sentia-se segura, mesmo que cada onda praticamente o cobrisse. Ela confiava em seu pai porque o conhecia bem. Ela sabia que ele a amava, que era muito forte e tinha muito cuidado com ela.

Esse fato me fez perceber que, como filhos de Deus, podemos confiar em nosso Pai celestial. Uma passagem da Bíblia, em Deuteronômio, diz: “O amado do Senhor habitará seguro com ele: todo o dia o Senhor o protegerá, e ele descansará nos seus braços.” 1 Nós também podemos enfrentar qualquer ameaça sem sentir medo, como a garota, sabendo que Deus é a sabedoria divina, que nos dirige e orienta, é o Amor divino, que nos protege, nos mantém e sempre cuida de nós. Ele é o Espírito divino, que nos fortalece. Essa compreensão aumenta nossa fé.

E quando nos encontramos em uma situação em que parece tarde demais para uma confiança tão pura e inocente? Talvez ao olhar para baixo, para as ondas da materialidade, tenhamos começado a acreditar no poder do mal, deixando-nos dominar pelo medo da doença ou do pecado, de tal forma que acabamos nos sentindo presos às correntes do desânimo ou do desespero e ficamos imaginando se algum dia conseguiremos “voltar à superfície”. A Bíblia nos assegura: “Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará.”2

A tentativa de Pedro de andar sobre as águas, relatada na Bíblia, ilustra esse ponto. Ele estava andando muito bem em direção a Jesus, mas quando olhou para baixo e viu as ondas, teve medo. Começou então a afundar, mas Jesus lá estava, para socorrê-lo. Ele disse a Pedro: “Homem de pequena fé, por que duvidaste?” 3 Quando compreendemos melhor a Deus e entendemos que o homem é verdadeiramente espiritual e tem um domínio que não é mortal nem vulnerável, sentimos com maior confiança que o Cristo, a Verdade, está conosco, elevando-nos e nos mantendo em segurança.

Mary Baker Eddy, a Descobridora e Fundadora da Ciência Cristã, graças a seu estudo profundo das Escrituras, compreendeu como Cristo Jesus sempre triunfava sobre o mal. Ela escreveu em Miscellaneous Writings: “Sua missão terrena foi traduzir a substância ao seu significado original, a Mente. … Sua demonstração do Espírito virtualmente venceu a matéria e suas supostas leis. Ao andar sobre as ondas, ele comprovou a falácia da teoria de que a matéria seja substância. Ao curar por meio da Mente, ele eliminou toda suposição de que a matéria seja inteligente, que possa perceber ou expressar dor e prazer. Seu triunfo sobre o túmulo foi a vitória eterna pela Vida, demonstrando que a matéria não tem vida e que o Espírito é poder e é perene. Ele enfrentou e venceu a resistência do mundo.” 4

O estudo da Bíblia e do livro-texto da Ciência Cristã, Ciência e Saúde, desenvolve nossa compreensão sobre Deus. Quando percebemos que o poder de Sua lei de harmonia e saúde está agindo em nosso favor, adquirimos um nível de confiança mais elevado e conseguimos provar nosso domínio sobre o medo e sobre o mal. Aí sentimos liberdade e ânimo.

Quando eu era uma jovem mãe, percebi a necessidade de aprofundar minha fé em Deus. Adoeci gravemente com poliomielite. Fiquei paralisada da cintura para cima, sem poder levantar a cabeça do travesseiro nem mexer os braços. Eu me sentia como se estivesse me afogando nas ondas da doença e da morte.

Para atender às leis do estado em que eu morava, eu recebia regularmente a visita de um médico. Certa feita, após examinar-me, ele disse que meu coração tinha ficado muito abalado pela enfermidade e que, se eu não morresse, ficaria incapacitada de desenvolver atividades normais. Eu estava me apoiando totalmente em meios espirituais para a cura, não na medicina nem no pensamento positivo, mas no estudo profundo da Bíblia e do livro-texto da Ciência Cristã, e em muita oração, o que fazia com que minha fé aumentasse a cada instante. Nesse período, minha mãe cuidou de mim, e eu recebi o apoio de minha família e de uma praticista da Ciência Cristã que orava diariamente para mim.

Eu tinha aprendido a conhecer e confiar em Deus durante os anos em que fora aluna da Escola Dominical da Ciência Cristã, e já havia tido curas com o auxílio da oração. Contudo, a experiência pela qual eu estava passando exigia que eu desenvolvesse uma compreensão mais profunda sobre o que significava viver, mover-me e existir em Deus.5 Certa noite, senti que estava às portas da morte. Busquei a Deus e declarei: “Deus, Tu és meu Pai-Mãe. Sou Tua filha. Sei que posso confiar em Teu cuidado amoroso. Orei de todas as formas possíveis. Agora, só me resta colocar minha vida completamente em Tuas mãos.” Comecei a sentir com muita intensidade que Deus era minha Vida, e a fonte de meu ser verdadeiro. Compreendi que, assim como um raio de sol não pode ser separado de sua fonte, eu também não poderia ser separada da Vida divina. Comecei a entender o supremo poder de Deus, e meu domínio sobre a crença falsa de que a matéria é causativa, restritiva ou destrutiva. Meu pensamento cedeu à lei divina da Vida, que é Tudo-em-Tudo. Nunca mais perdi essa convicção, essa confiança.

Quando amanheceu, eu havia superado o ponto crítico. Em pouco tempo, passei a desenvolver atividades normais. Os médicos não queriam dar-me alta sem que eu passasse por um exame completo no hospital. Para sua surpresa, eles não encontraram nada errado comigo. O poder de Deus me havia elevado acima das águas (das falsas sugestões de doença e morte) e trazido à liberdade. Hoje, muitos anos depois dessa experiência, ainda jogo tênis com muita freqüência.

Assim como a criança que vi na praia conhecia tão bem seu pai, a ponto de varar as ondas com ele, sentindo-se totalmente segura, assim também cada um de nós pode desenvolver uma confiança que elimina a dúvida e o medo. Por meio da fé, que nos leva à compreensão espiritual da natureza de Deus e do homem como Sua expressão perfeita, sentimos harmonia e saúde, que são naturais ao filho amado de Deus.

Confia no SENHOR de todo
o teu coração, e
não te estribes
no teu próprio entendimento

Provérbios 3:5

1 Deuter. 33:12.  2 Tiago 4:10.  3 Mateus 14:31.  4 Miscellaneous Writings, p. 74.  5 Ver Atos 17:28.  

 

– See more at: http://pt.herald.christianscience.com/portugues/edicoes/1995/11/045-11/aprendendo-a-confiar-mais-em-deus#sthash.FLN3ni48.dpuf

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s