Momentos de esquecimento ou de espiritualidade com Deus?

Por: Beverly Goldsmith

“Ah querida”, disse minha amiga “realmente não consigo me lembrar do nome da mulher. É tão irritante quando perdemos a memória.” Ela não é a única que se aflige com tais lapsos de memória. Muitas pessoas se preocupam com a opinião geralmente aceita de que a capacidade de nos lembrarmos de certas informações diminui à medida que se envelhece, de que a memória possa se perder inteiramente por causa de doenças, ou de que algumas pessoas já nascem com a memória fraca.

Se uma pessoa acredita que a capacidade de lembrar nomes ou detalhes possa ser ameaçada por qualquer uma dessas perspectivas ou por todas elas, então o medo de se perder a memória talvez pareça compreensível. Entretanto, isso realmente não é algo que alguém tenha de aceitar. Ninguém tem de perder sua capacidade de pensar, ou qualquer outra capacidade, por nada. Ao adquirirmos uma compreensão espiritual a respeito da memória, é possível superarmos o medo de não termos uma lembrança instantânea ou, até mesmo, melhorar nossa capacidade mental.

Sob um ponto de vista fisiológico, a memória é usualmente considerada como residente no cérebro. Contudo, quando começamos a pensar sobre nós mesmos sob o ponto de vista espiritual, então nem a idade ou a velhice se constituem em ameaças à nossa memória ou à nossa saúde. Paramos de pensar sobre nós mesmos como seres mortais e materiais e descobrimos que somos realmente espirituais, eternos e sempre intactos. Compreendemos que somos totalmente isentos das previsões das teorias médicas que predizem o inevitável declínio do corpo e a subseqüente perda da capacidade mental. Percebemos que cada um de nós é verdadeiramente a imagem muito amada da todo-sábia Mente divina, Deus.

Deus nos conhece e jamais esquece quem somos

Considerando que somos criados à Sua semelhança e que Ele nunca esquece, segue-se que também temos a capacidade de reter toda a memória ou conhecimento que necessitamos. Também, tendo em vista que Deus é infinito, nunca podemos estar fora de Seu cuidado. Deus nos conhece e jamais esquece quem somos.

Uma vez que “esquecer” não é algo que a Mente infinita possa fazer ou faça, conclui-se que o fato de nos alinharmos com Deus nos capacita a reter nossa capacidade de memória, intuição e sabedoria instantâneas. Pensar sobre nós mesmos e nossa memória nesses termos, é compreender que nossas faculdades são permanentes. A memória não está aqui hoje e amanhã não está mais. Isso se deve ao fato de a Mente divina ser a mesma ontem, hoje e sempre. Portanto, como filhos e filhas de Deus, nossa capacidade de lembrar é constante e permanente.

Afirmar esses fatos espirituais em oração dissipa o medo de que o pensamento esteja restrito à matéria, ou seja, a um cérebro carnal que talvez possa ou não ser saudável. A matéria não é a fonte nem a administradora da inteligência. Ela não pensa; ela não consegue lembrar.

Em resposta à pergunta: “Pensa o cérebro, sentem os nervos, e há inteligência na matéria”? Mary Baker Eddy disse em Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras: “Como pode a inteligência residir na matéria, se a matéria é não-inteligente e os lóbulos do cérebro não podem pensar? A matéria não pode desempenhar as funções da Mente” (p. 478).

A memória é espiritual e imortal

É verdade. A faculdade mental de raciocinar e lembrar não está associada a um cérebro material. A Bíblia declara que Deus é Espírito e que vivemos, nos movemos e temos o nosso ser, ou seja, nossa capacidade de pensar, no Espírito (ver João 4:24 e Atos 17:28). Portanto, a memória, a faculdade de se lembrar de informações e de ter compreensão espiritual, é espiritual e não pode ser perdida.

Pode-se pôr à prova esses fatos espirituais sobre a memória. Eu fiz isso. Há alguns anos, fui contratada para falar em vários locais públicos, inclusive rádio e televisão. Precisava me lembrar de inúmeros dados e informações para essas apresentações. Fiquei ansiosa e preocupada em esquecer o que tinha de dizer.

Achei muito útil esta declaração de Jesus: “E, quando vos entregarem, não cuideis em como ou o que haveis de falar, porque, naquela hora, vos será concedido o que haveis de dizer” (Mateus 10:19, 20).

Consegui falar livremente e lembrar-me das idéias prontamente

Isso me confirmou que não poderia esquecer e que não esqueceria. Deus estava comigo. As idéias, juntamente com a capacidade de pensar e ter a lembrança instantânea, estavam constantemente presentes. Consegui falar livremente e me lembrar prontamente das idéias e informações.

Não se deve temer, por exemplo, que, caso não nos lembremos onde colocamos as chaves do carro, isso possa indicar a presença de uma doença. Deus criou a mim e a todos à Sua semelhança inteligente. Portanto, assim como Deus é sábio, nós também somos sábios. Assim como Deus tem memória imortal, nós também a temos.

Contudo, se estivermos preocupados por estarmos passando por uma perda de memória, seja de curta ou longa duração, podemos seguir esta orientação de Mary Baker Eddy: “Se a ilusão disser: ‘Perdi a memória’, contradize-a. Nenhuma faculdade da Mente se perde. Na Ciência, todo ser é eterno, espiritual, perfeito, harmonioso em toda ação. Esteja presente em teus pensamentos o modelo perfeito, e não seu oposto desmoralizado. Essa espiritualização do pensamento deixa entrar a luz e introduz na tua consciência a Mente divina, a Vida, não a morte” (Ciência e Saúde, p. 407).

Agora mesmo podemos deixar de ter medo. Deus nos ama. Ele não somente criou cada um de nós para ser inteligente, para raciocinar, pensar e lembrar, mas Ele também se certificou de que somos completos, com cada capacidade intacta para sempre. Quando afirmamos esse fato, o aceitamos, nele cremos, nele nos regozijamos e esperamos sempre ter excelente memória, trazemos essa verdade para a nossa experiência aqui mesmo e agora mesmo. Por que não tentar? Realmente funciona!

 

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Momentos de esquecimento ou de espiritualidade com Deus?

  1. JONANJ GREGORIO DA SILVA diz:

    Agradeco de coracao essa belissima mensagens dessa querida Igreja da Ciencia Crista, peco que continue orando por minha saude, no tocante a esse problema da minah prostata, creio no imenso amor de Deus pela minah vida, afirmo que estou maravilhado com esse livro e estudos da biblia, continue enviando a revista mArauto para minha rsidencia, abracos . Ref. a esse problema estou resistindo para nao fazer exames medicos, pois estou tendo uma pressao muito grande da minah familia, mais estou crendo nesse Deus tao bondoso.amem.Abracos. JONAN GREGORIO DA SILVA. cel.84-88112260

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s