Sempre estive ligado à Verdade!

Crédito: Cortesia de Marco Antonio de Paula

Marco Antonio de Paula

Há algum tempo, conheci uma pessoa em meu trabalho e ficamos conversando sobre leitura e livros. Mencionei um autor de quem ambos gostávamos e, então, ela perguntou se eu conhecia Mary Baker Eddy e me mostrou o livro Ciência e Saúde.

Fiquei encantado, pois anos antes eu tinha lido a biografia da Sra. Eddy e não sabia onde encontrar seus ensinamentos. Eu seguia uma filosofia de vida de origem oriental, a qual mencionava Eddy como uma referência cristã.

Essa recém conhecida me deu uma lição de vida muito grande, pois, sem tentar responder minhas questões, simplesmente me deu o livro Ciência e Saúde e me disse que as respostas estariam nele. Sou muito grato, pois esse livro transformou minha vida e a forma de entendê-la, visto que aprendi que a Vida absoluta é Deus e que nós somos ideias da Vida.

Antes de começar a estudar Ciência e Saúde, eu procurava a Deus e sabia que era filho dEle, mas acreditava no poder do pensamento positivo e no de diferentes camadas da mente, tais como subconsciente e consciente. Na verdade, nessa época eu até fazia palestras e conferências sobre esse assunto.

Li Ciência e Saúde de capa a capa e obtive mais literatura na Sala de Leitura da Ciência Cristã. Naquela época, eu passava por uma difícil situação de declínio financeiro. Entretanto, com as ideias que assimilei pela leitura, tive momentos extraordinários em que senti a alegria de viver e pude deixar de lado as emoções causadas pelo apego a coisas materiais, a começar pela tristeza que sentia por ter precisado vender meu carro.

A partir de então, descobri que não havia perdido nada, porque a provisão vem de Deus, não do dinheiro. Eu lia toda a literatura da Ciência Cristã sobre suprimento que conseguia encontrar.

O que muito me tocou foi o conceito de que a Vida é Deus, pois me fez perceber que eu procurava pelo que já tinha. Deus inclui tudo o que é perfeito e bom, e eu sou uma ideia da Vida, que também é a Mente infinita. Eu queria alcançar a Deus, mas dei-me conta de que sempre estive ligado a Ele, e de que a união de Deus com todos os Seus filhos é ilimitada e eterna.

Após aproximadamente seis meses dedicados a estudos e pesquisas sobre a Ciência Cristã, comecei a frequentar os cultos de uma igreja filial em São Paulo, e passei a diminuir minha escala de palestras sobre a outra filosofia da qual eu ainda era membro.

O interessante é que meu aprendizado na Ciência Cristã fazia com que minhas palestras fossem melhores. Assim, comecei a ter oportunidades de promoção nessa organização religiosa da qual ainda fazia parte.

Também dava treinamento para funcionários de empresas aplicando técnicas de hipnose, mas o estudo da Ciência fez desmoronar todos os meus conceitos sobre a mente e finalmente cheguei à conclusão de que, até então, havia acreditado em uma ferramenta morta e sem fundamento em Deus. Mais alguns meses se passaram e parei com esses treinamentos.

Aconteceu comigo como na passagem bíblica em que Cristo Jesus disse para os discípulos jogarem a rede para o lado direito, em outra direção, e então os discípulos pegaram muitos peixes (ver João 21:6). Eu “joguei a rede”, em outras palavras, voltei o pensamento para a direção da metafísica divina, e colhi muitas curas e demonstrações. Para mim, foi como um chamado do Cristo.

Pedi para fazer o Curso Primário de Ciência Cristã e fui aceito. Em preparação, deixei de lado todas as aparentes oportunidades financeiras e intensifiquei o estudo da Bíblia e da literatura da Ciência Cristã. Dormia apenas três horas por noite, pois o entusiasmo e a vontade de conhecer a Verdade eram muito grandes.

Desliguei-me da religião anterior. O Curso Primário me abriu a mente para a compreensão cada vez maior e melhor da onipresença de Deus como Mente, Vida, Alma, Espírito, Verdade, Amor e Princípio, como a substância de todas as coisas; o único poder (onipotência), a única Ciência e consciência (onisciência). Entendi também que o Cristo é eterno e atemporal, sempre presente para toda a humanidade. Percebi que Jesus foi o mensageiro e o Cristo é a mensagem de Deus, a qual se manifesta eternamente. Aprendi que Deus é Tudo-em-tudo, supremo e infinito. Conforme ilustrei com a passagem bíblica em que os discípulos jogaram a rede para o outro lado, vejo que “essa outra direção”, a realidade divina, é o absoluto e o único lado que realmente existe e abrange tudo.

Sou muito grato pelo convívio com os membros da igreja e estudantes da Ciência Cristã, porque todos de alguma forma me ensinaram, e esse aprendizado mútuo permanece contínuo entre nós.

Eddy escreveu em Ciência e Saúde: “Ao andarmos na luz, acostumamo-nos a ela e dela necessitamos; não podemos ver na escuridão. Porém, os olhos acostumados à escuridão sofrem com a luz. Quando não mais te servir o que é velho, não deves recear vestir o que é novo” (p. 452). Hoje, trabalho em outra área e todas as necessidades de minha família têm sido supridas. Novas oportunidades profissionais estão se abrindo, com boas perspectivas. Estou pronto para o Cristo e para seu chamado, onde e como for preciso.

Na Ciência Cristã descobri um senso espiritual para compreender e vivenciar estas palavras do apóstolo Paulo: “Nele [em Deus] vivemos, nos movemos e existimos” (Atos 17:28). Como Paulo, que não conheceu Jesus pessoalmente, mas teve a oportunidade de ter o Cristo eterno revelado, eu também conheço o Cristo cada dia melhor.

Marco Antonio mora em Franco da Rocha, SP.

 Fonte: http://www.arautocienciacrista.com/arauto/articles/0512c.jhtml
Acesso em 10/03/2013
Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Galeria | Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Sempre estive ligado à Verdade!

  1. Ovídio Trentini diz:

    O artigo do Paulo me fez lembrar uma crônica que escrevi há algum tempo: As pombas. Serve como ilustração. Ovidio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s