Encontrar o Emanuel

Tradução do post original: Looking for Immanuel um inspirado presente para humanidade de Phil Davis publicado em 21 de dezembro de 2011 | Tradução: Leila Kommers | Tradução autorizada pelo autor.

Natal tem a ver com natividade e o nascimento de Jesus Cristo. Mas também tem a ver com sinais e observação. Por séculos, os judeus ficaram procurando pelo Cristo. E nos anos anteriores ao nascimento de Jesus, eles viram muitos sinais confirmando que o nascimento seria em breve. Também havia sinais não muito bons a respeito de quem rejeitaria o Cristo – ou por ignorância, incompreensão ou hostilidade direta porque não gostavam do que isso representava.

Jesus, mais tarde, abençoou aqueles que viram estes sinais – que observaram, oraram e olharam atentamente ao que estava acontecendo ao redor. Ele disse aos discípulos: “bem-aventurados os vossos olhos, porque veem, e os vossos ouvidos, porque ouvem.” Aos frívolos e hipócritas fariseus, porém, ele deu este alerta: “Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos?”

As palavras dele aplicam-se diretamente a nós nos dias de hoje. Enxergar os “sinais dos tempos” ou perceber o que está acontecendo espiritualmente tem tudo a ver com nossa própria cura e progresso espiritual. Uma das profecias do Velho Testamento ou “sinais” de que o Cristo estava chegando era a declaração de que o nome dele seria “Emanuel” ou Deus conosco. Se você está procurando pela cura em sua vida ou por mais progresso, o que poderia ser melhor ou mais importante do que ter Deus com você? E, se é isso o que Cristo representa, então, não deveríamos estar observando bem mais?

Você poderia pensar que o Cristo veio e que é por isso que celebramos o Natal. Bem, é verdade. Mas uma coisa é reconhecer o nascimento dele. Outra é encontrar “Emanuel” – para realmente sentir a presença de Deus com você, guiando-o e protegendo-o. Agora seria um Natal verdadeiro, não seria? E, para isso, é necessário uma observação verdadeira e moderna em busca dos sinais de nossos tempos.

Jesus soube imediatamente o que era deste mundo e o que era de Deus. Os discípulos dele precisaram aprender. E, se posso dizer assim, temos muito o que aprender sobre o que ele e os discípulos fizeram!

Para ter Emanuel ou Deus com você, não apenas precisa pensar mais espiritualmente, como também saber o que tenta separá-lo de Deus. É aqui que muitos de nós ficamos bastante cegos – como diz uma canção popular, somos como ovelhas “terminando por seguir os deuses errados”. Todos gostamos de pensar que estamos alertas e conscientes, mas muito deste mundo fica impresso em nossos pensamentos sem nem mesmo sabermos disso. Bem francamente, precisamos separar muito mais o que vemos, ouvimos, saboreamos, cheiramos e sentimos. Afinal, vivemos em um mundo material com muita sensualidade e imoralidade. E, a menos que tenhamos a humildade de reconhecer nossa necessidade de mais discernimento espiritual, nosso pensamento será mais provavelmente levado pela correnteza de pensamentos ao nosso redor. Ao invés de sermos uma influência espiritual aos outros, seremos influenciados para sermos como todo o resto.

Isso não significa tornar-se um monge, puritano ou extremista. De alguma forma, Jesus conseguia caminhar por este mundo e engajar-se na sociedade sem ser tentado por aqueles que ele encontrava. Ele sabia exatamente o que estava acontecendo ao redor dele. Ele abençoava aqueles que expressavam as qualidades espirituais e repreendiam, corrigiam ou evitavam o que fosse carnal. Dele era o epítome(*) de uma vigilância diferenciadora que dava a ele a autoridade de curar e salvar.  (*) resumo de uma obra, síntese

Portanto, embora Natal signifique tantas coisas diferentes para as pessoas, da próxima vez que você ver uma natividade de pastores, homens sábios, José e Maria, pense na fé com que ele observaram os sinais de Emanuel. Seria bom seguirmos o exemplo deles.

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Galeria | Esta entrada foi publicada em SENTIDO ESPIRITUAL DE NATAL com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s