Unbutu – “Sou o que sou pelo que nós somos” – Síntese Iº Fórum Espiritualidade e Saúde – parte 2

Publicado por Jackson Guterres – Porta-voz da Ciência Cristã para o Brasil em 20/10/2011 por compubbrasil

Compartilhando minha leitura do I Fórum Espiritualidade e Saúde – parte 2

Na abertura do evento foi compartilhada uma expressão do vocabulário africano: “unbutu” – “humanidade para com os outros” – eis uma definição dada pelo Arcebispo Desmond Tutu:

Uma pessoa com ubuntu está aberta e disponível aos outros, não-preocupada em julgar os outros como bons ou maus, e tem consciência de que faz parte de algo maior e que é tão diminuída quanto seus semelhantes que são diminuídos ou humilhados, torturados ou oprimidos.” [ Desmond Tutu – NO FUTURE WITHOUT FORGIVENESS]

Foi abordado também, na abertura, o prisma de que o cuidado centralizado no paciente deve contemplar a diversidade de suas crenças, este é uma das jornadas traçadas pelos princípios da bioética que tem sido pesquisada e aplicada no HCPA, com a contribuição coletiva e colaborativa de diferentes denominações religiosas, dentre elas o movimento religioso da Ciência Cristã.

A coordenação da mesa multidisciplinar ficou aos cuidados do Prof. e pesquisador da Bioética Roberto Goldim. Ele foi enfático e didático ao afirmar que a Bioética passa pela religiosidade e espiritualidade. Em sua fala inicial permeou o conceito de saúde e sua evolução: “a saúde antes ela era só considerada como sendo o contrário de doença. Agora contempla um sentido mais amplo de saúde mental, social e o âmbito espiritual, considerado fundamental.”

O diálogo multidisciplinar contempla os diferentes olhares e abre a compreensão do fenômeno religioso e do mosaico da espiritualidade, no contexto da diversidade cultural e religiosa brasileira. Este é o motivo da Ciência e a medicina estar numa mesma mesa com Arcebispo de Porto Alegre e representantes da Igreja Luterana, da doutrina Espírita, Budismo e um teólogo das religiões de matriz Afro. Os Testemunhos de Jeová declinaram de sua participação na, noite anterior. A dinâmica do painel foi de 5 intervenções. E uma síntese final, com espaço para responder perguntas do público.

Foto: Dom Dadeus Grings – Arcebispo de Porto Alegre

Continuando a abordagem inicial do Arcebispo Católico de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings em relação à parábola do Semeador, ele comentou que ela representa a busca da Vida eterna, na pergunta do intérprete da lei feita a Jesus: “Bom Mestre,  que farei para herdar a vida eterna?”. Jesus respondeu que o caminho era amar a Deus e ao próximo como a si mesmo. Essa, no olhar de Dom Dadeus, é uma inspiração divina essencial para todo o cuidado com a saúde!

O Arcebispo comentou que não existem registros de pessoas que ultrapassaram os 70 anos até final dos anos oitocentistas. Hoje o panorama é outro, pois a longevidade está aumentando – ele apresentou o dado de que existe o registro de 24.000 brasileiros acima dos 100 anos. Para ele quem ama vive; quem não ama, não vive.  Não existe remédio para chegar ao 100 anos de idade, existe sim uma chave – estar de bem com a vida e estar de bem com Deus! A espiritualidade é como contemplar o invisível.

Esta última frase nos convida a revisitar as palavras do Apóstolo Paulo: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. “
(Hebreus 11:1)

Têm muitos insights para compartilhar, mas vou precisar encerrar este post por aqui – tudo bem que ficou um gostinho de quero mais. Darei continuidade tão logo possível. Estarei viajando para São Paulo para participar da reunião da Associação de Alunos do Curso Primário de Ciência Cristã e outros compromissos do Comitê de Publicação da Ciência Cristã e regressarei no domingo.

Referências

Correio do Brasil – 30/11/2010 – Rio de Janeiro: Quase 24 mil brasileiros têm mais de 100 anos.

Unbutu na Wikipédia

Anúncios

Sobre Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS

A Primeira Igreja de Cristo, Cientista Porto Alegre-RS, Brasil, foi fundada em 1957. Tendo sido iniciada décadas antes como um Grupo Informal e mais tarde, uma Sociedade de Ciência Cristã. Ela foi fundada por famílias de alemães, dentre as quais: Schmidt, Holderbaum, Trentini, Bopp, Mutzberg, Young, Klein, Hamman, Knor, Bier, Beier, Wendt, Völker, Fhurmeister, Heckrath, etc... Conheça mais sobre a historicidade no Arquivo Histórico Digital da Ciência Cristã no Brasil: http://sites.google.com/site/arquivocienciacrista/
Galeria | Esta entrada foi publicada em I FÓRUM ESPIRITUALIDADE E SAÚDE EM PORTO ALEGRE com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s